The Phantom Of The OperaNightwish

Nightwish em 2002

Nightwish em 2002, ainda com Tarja

Não é de hoje que a literatura e a música erudita tem sido referenciadas por inúmeras bandas e artistas de Rock. Com o surgimento do Metal e suas muitas vertentes, essa inspiração tornou-se ainda mais evidente, seja em nomes, composições, riffs, figurinos, letras ou demais elementos.

Em 2002, os finlandeses do Nightwish lançaram no álbum Century Child, sua versão da belíssima obra The Phantom Of The Opera. Maravilhosamente adaptada por muitos anteriormente, merecem destaque o filme mudo dirigido em 1925 por Rupert Julian; a versão de 1962 também para o cinema, sob direção de Terence Fisher – constando em sua trilha sonora, a composição que se tornou a partir de então amplamente associada à peça, reconhecida por todos como menção à mesma, a célebre Tocata e Fuga em D Menor BWV 565, de Johann Sebastian Bach – e, finalmente, a belíssima adaptação musical de Andrew Lloyd Webber para os palcos da Broadway, em 1986, sendo essa a versão revisitada pela banda.

Cabe aqui um breve histórico literário: essas e outras versões foram inspiradas na novela originalmente escrita pelo francês Gaston Louis Alfred Leroux, Le Fantôme de l´Opéra, tendo a mesma circulado primeiramente de 1909 a 1910. Leroux conta-nos sobre a perturbadora relação entre a inicialmente desconhecida jovem bailarina e soprano, Christine Daae, e seu secretamente apaixonado protetor, que habita as catacumbas da Ópera de Paris ocultando sempre o rosto sob uma máscara, o soturno Erik – nessa versão do Nightwish fantasticamente interpretados por Tarja Turunen e Marko Hietala. O trabalho de Gaston Leroux fez com que fosse considerado na literatura francesa, o honroso paralelo do norte-americano Edgar Allan Poe e do britânico Sir Arthur Conan Doyle.

A profusão de bandas e fãs interessados em conhecer um pouco mais sobre a cultura mundial, fez com que muitas excelentes produções artísticas tenham sido gradualmente revistas e repaginadas, ganhando gerações de novos e ávidos admiradores. Costumo dizer que tudo aquilo que prima pela excelência, não desaparece nas brumas do tempo e do esquecimento, transcende décadas e séculos, terminando por encontrar sua herança espiritual em qualquer período da história.

 The Phantom Of The Opera  – Nightwish

Fonteshttp://www.gaston-leroux.net/
http://www.nightwish.com/pt/
http://www.gutenberg.org/
http://www.jsbach.org/
http://www.tarjaturunen.com/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s