Posts Tagged ‘Black Sabbath’

Rainbow Eyes – Rainbow (1978 – Ronnie James Dio)

Rainbow´s Long Live Rock ´N Roll.

Long Live Rock ´N Roll

 Oitava faixa do terceiro (e clássico) álbum de estúdio do Rainbow, Long Live Rock ´N Roll (1978), pode-se dizer que a canção Rainbow Eyes rivaliza com as mais belas e famosas baladas de Rock da História. Naturalmente não ficou tão famosa quanto tantas outras – caso de Stairway To Heaven e Winds Of Change, por exemplo –, mas creio se tratar tão somente de mero capricho do destino.

 Ironicamente é também a última faixa do último disco do Rainbow com Ronnie James Dio nos vocais – o que reforça o tom de despedida ao ouvirmos a canção.

 Além da voz desconcertantemente perfeita do próprio Mestre Dio, ao longo da música podemos uma vez mais constatar o talento do bruxo Ritchie Blackmore como compositor, uma vez que a harmonia como um todo parece pulsar com vida própria: além de emocionante, é praticamente tangível. Cello e viola conduzem a ideia central do arranjo, juntamente com uma linha harmônica de flauta que parece ter viajado pelo tempo, desde a Alta Idade Média até pousar suavemente nos anos 70 do século XX.

Rainbow 1978

Rainbow

 Sobre a letra

 Na minha interpretação, parece tratar-se de um Amor bruscamente interrompido sem que se diga explicitamente a razão. Ou ainda, a interrupção da própria presença física da amada. Seja como for, fica bastante evidente que ela não retornará – e não que necessariamente não queira, mas simplesmente porque entende-se que está em um lugar tão distante, que não há mais como retornar para os braços de seu amante.

 “She’s been gone since yesterday”, “Summer nights are colder now”, “And all the lights have died somehow”, “Or were they ever there”… “No sighs or mysteries”, “She lay golden in the sun”, “No broken harmonies”, “But I’ve lost my way”, “She had rainbow eyes”. Para bom entendedor…

Rainbow Eyes – Rainbow (1978 – Ronnie James Dio)

She’s been gone since yesterday
Oh I didn’t care
Never cared for yesterdays
Fancies in the air

No sighs or mysteries
She lay golden in the sun
No broken harmonies
But I’ve lost my way
She had rainbow eyes
Rainbow eyes
Rainbow eyes

Love should be a simple blend
A whispering on the shore
No clever words you can’t defend
They lead to never more

No sighs or mysteries
She lay golden in the sun
No broken harmonies
But I’ve lost my way
She had rainbow eyes
Rainbow eyes
Rainbow eyes

Summer nights are colder now
They’ve taken down the fair
And all the lights have died somehow
Or were they ever there

No sighs or mysteries
She lay golden in the sun
No broken harmonies
But I’ve lost my way
She had rainbow eyes…

Fontes e Referências: http://www.ronniejamesdio.com/ & http://www.blackmoresnight.com/

Advertisements

Ouça aqui o single God Is Dead?, a nova música do Black Sabbath!

God Is Dead?

God Is Dead?

 Desde o título à própria capa, a música God Is Dead? faz referência explícita ao pensamento denso e antidogmático de Nietzsche – por um acaso, um dos meus filósofos favoritos.

 Achei a composição ótima, mas já deram início ao Muro das Lamentações do Rock, reclamando do andamento, duração, etc, etc e etc. Numa boa? Acredito que se essa mesma música tivesse sido composta e gravada nos anos 70, metade das pessoas não iria reclamar ou colocar defeitos. Sim, é preconceito mesmo. Não da parte de todos, mas de muita gente. 

A arte é de Heather Cassils e essa música estará no novo disco, batizado simplesmente 13. Ouça e tire suas conclusões.

God Is Dead? Black Sabbath

Fonte: http://www.youtube.com/user/OfficialSabbath

Por que o Dia Mundial do Rock é celebrado em 13 de Julho?

Posted: July 13, 2012 in Classic Rock, Hard Rock, Heavy Metal, Homenagem, Live, Show
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

A maioria das pessoas não sabe, mas no dia 13 de Julho comemora-se todos os anos o nosso tão querido Dia Mundial do Rock desde 1985.

Ok, mas por que o Dia Mundial do Rock é celebrado em 13 de Julho?
Porque foi em 1985 que Bob Geldof (nascido Robert Frederick Zenon) compositor, vocalista e humanista irlandês, então membro da banda Boomtown Rats, com a ajuda de James Ure (mais conhecido como Midge Ure), guitarrista e vocalista escocês que declinou de um convite para fazer parte dos Sex Pistols (tendo depois disso integrado entre outras bandas, o Ultravox e o aclamado Thin Lizzy), organizou o hoje lendário Live Aid, que tinha por objetivo arrecadar fundos para combater a miséria na África.

 

live_aid_poster-uk-465_465_627_int

Live Aid: para muitos um festival inigualável sob muitos aspectos

Para que se tenha idéia da magnitude desse evento musical, antes de seguir mais adiante vou listar abaixo os artistas participantes em 1985 em ordem de aparição nos palcos e suas respectivas músicas (segundo o Horário de Verão Britânico):

Wembley Stadium, Londres – UK

  • Coldstream Guards – “Royal Salute”, “God Save the Queen” (W 12:00);
  • Status Quo – “Rockin’ All Over the World”, “Caroline, “Don’t Waste My Time” (W 12:02);
  • Style Council – “You’re The Best Thing”, “Big Boss Groove”, “Internationalists”, “Walls Come Tumbling Down” (W 12:19);
  • Boomtown Rats – “I Don’t Like Mondays”, “Drag Me Down”, “Rat Trap”, “For He’s A Jolly Good Fellow” (cantada pela platéia) (W 12:44);
  • Adam Ant – “Vive Le Rock” (W 13:00);
  • Ultravox – “Reap the Wild Wind”, “Dancing with Tears in My Eyes”, “One Small Day”, “Vienna” (W 13:16);
  • Spandau Ballet – “Only When You Leave”, “Virgin”, “True” (W 13:47);
  • Elvis Costello – “All You Need Is Love” (W 14:07);
  • Austria For Afrika (filmado na Áustria) – apresentação, “Warum” (W 14:12);
  • Shahrouz Homavaran – “crianças precisam de um lar”, (W 14:10);
  • Nik Kershaw – “Wide Boy”, “Don Quixote”, “The Riddle”, “Wouldn’t It Be Good” (W 14:22);
  • Sade – “Why Can’t We Live Together”, “Your Love Is King”, “Is It A Crime” (W 14:55);
  • Sting (com Branford Marsalis) – “Roxanne”, “Driven To Tears”, “Message in a Bottle” (W 15:18);
  • Phil Collins – “Against All Odds (Take a Look at Me Now)”, “In the Air Tonight” (W 15:27);
  • Sting e Phil Collins (com Branford Marsalis) – “Long Long Way To Go”, “Every Breath You Take” (W 15:32);
  • Howard Jones – “Hide and Seek” (W 15:50)
  • Autograph (tocando em Moscou) – “Golovokruzhenie”, “Nam Nuzhen Mir” (W 15:55);
  • Bryan Ferry (com David Gilmour na guitarra) – “Sensation”, “Boys And Girls”, “Slave To Love”, “Jealous Guy” (W 16:07);
  • Band Für Afrika (performing in Cologne) – “Nackt Im Wind” (“Naked In The Wind”), “Ein Jahr (Es Geht Voran)” (“It Goes Ahead”) (W 16:24);
  • Paul Young – “Do They Know It’s Christmas?” (intro), “Come Back And Stay”, “Every Time You Go Away” (W 16:38);
  • Paul Young e Alison Moyet – “That’s the Way Love Is” (W 16:48);
  • U2 – “Sunday Bloody Sunday”, “Bad”/”Satellite Of Love”/”Ruby Tuesday”/”Sympathy for the Devil”/”Walk On The Wild Side” (W 17:20);
  • Ligação entre os estádios Wembley e JFK;
  • Dire Straits‘ e Sting – “Money for Nothing”, “Sultans of Swing” (W 18:00);
  • Queen (apresentada pelos comediantes Mel Smith e Griff Rhys Jones) – “Bohemian Rhapsody” (trecho), “Radio Ga Ga”, “Hammer to Fall”, “Crazy Little Thing Called Love”, “We Will Rock You” (trecho), “We Are the Champions” (W 18:44);
  • David Bowie (com Thomas Dolby no teclado) – “TVC 15″, “Rebel Rebel”, “Modern Love”, “Heroes” (W 19:22);
  • Vídeo editado por Colin Dean da CBC (W 19:41);
  • The Who – “My Generation”/”Pinball Wizard”, “Love, Reign o’er Me”, “Won’t Get Fooled Again” (W 20:00);
  • Phil Collins e Steve Blacknell – entrevista ao vivo no Concorde (W 20:27);
  • vídeo da Noruega – “All of Us” (W 20:44);
  • Elton John – “I’m Still Standing”, “Bennie and the Jets”, “Rocket Man”, “Can I Get a Witness” (W 20:50);
  • Elton John e Kiki Dee – “Don’t Go Breaking My Heart” (W 21:05);
  • Elton JohnKiki Dee e Wham! – “Don’t Let the Sun Go Down on Me” (W 21:09);
  • Conclusão no Wembley Stadium:
    a) Freddie Mercury e Brian May (Queen) – “Is This The World We Created?” (W 21:48),
    b) Paul McCartney – “Let It Be” (W 21:51),
    c) Band Aid (liderada por Bob Geldof) – “Do They Know It’s Christmas?” (W 21:54);

 

JFK Stadium, Filadélfia – USA

  • Bernard Watson – “All I Really Want to Do”, “Interview” (JFK 13:51);
  • Joan Baez (apresentada por Jack Nicholson) – “Amazing Grace”, “We Are the World” (JFK 14:02);
  • The Hooters – “And We Danced”, “All You Zombies” (JFK 14:12);
  • The Four Tops – “Shake Me, Wake Me (When It’s Over)”, “Bernadette”, “It’s The Same Old Song”, “Reach Out I’ll Be There”, “I Can’t Help Myself (Sugar Pie, Honey Bunch)” (JFK 14:33);
  • B. B. King – “Why I Sing The Blues”, “Don’t Answer The Door”, “Rock Me Baby” (tocando no The Hague (JFK 14:38);
  • Billy Ocean – “Caribbean Queen“, “Loverboy” (JFK 14:45);
  • Black Sabbath (apresentado por Chevy Chase) – “Children of the Grave”, “Iron Man”, “Paranoid” (JFK 14:52);
  • Yu Rock Mission (tocando em Belgrado) – “For A Million Years” (JFK 15:10);
  • Run-DMC – “Jam Master Jay”, “King Of Rock” (JFK 15:12);
  • Rick Springfield – “Love Somebody”, “State Of The Heart”, “Human Touch” (JFK 15:30);
  • REO Speedwagon – “Can’t Fight This Feeling”, “Roll With The Changes” (com The Beach Boys) (JFK 15:47);
  • Crosby, Stills and Nash – “Southern Cross”, “Teach Your Children”, “Suite: Judy Blue Eyes” (JFK 16:15);
  • Judas Priest – “Living After Midnight”, “The Green Manalishi (With The Two-Pronged Crown)”, “You’ve Got Another Thing Comin’” (JFK 16:26);
  • Bryan Adams – “Kids Wanna Rock”, “Summer of ’69″, “Tears Are Not Enough”, “Cuts Like a Knife” (JFK 17:02);
  • The Beach Boys (apresentado por Marilyn McCoo) – “California Girls”, “Help Me, Rhonda”, “Wouldn’t It Be Nice”, “Good Vibrations”, “Surfin’ USA” (JFK 17:40);
  • George Thorogood and the Destroyers / Bo Diddley / Albert Collins – “Who Do You Love”, “The Sky Is Crying”, “Madison Blues” (JFK 18:26);
  • David Bowie e Mick Jagger – “Dancing in the Street” (vídeoclipe, JFK 19:02);
  • Simple Minds – “Ghostdancing”, “Don’t You (Forget About Me)”, “Promised You a Miracle” (JFK 19:07);
  • The Pretenders – “Time The Avenger”, “Message of Love”, “Stop Your Sobbing”, “Back on the Chain Gang”, “Middle of the Road” (JFK 19:41);
  • Santana e Pat Metheny – “Brotherhood”, “Primera Invasion”, “Open Invitation”, “By The Pool”/”Right Now” (JFK 20:21);
  • Ashford & Simpson – “Solid”, “Reach Out and Touch (Somebody’s Hand)” (com Teddy Pendergrass) (JFK 20:57);
  • Kool & the Gang (vídeo pré-gravado ao vivo) – “Stand Up and Sing”, “Cherish” (JFK 21:19);
  • Madonna – “Holiday”, “Into the Groove”, “Love Makes The World Go Round” (JFK 21:27);
  • Tom Petty – “American Girl”, “The Waiting”, “Rebels”, “Refugee” (JFK 22:14);
  • Kenny Loggins – “Footloose” (JFK 22:30);
  • The Cars – “You Might Think”, “Drive”, “Just What I Needed”, “Heartbeat City” (JFK 22:49);
  • Neil Young – “Sugar Mountain”, “The Needle and the Damage Done”, “Helpless”, “Nothing Is Perfect”, “Powderfinger” (JFK 23:07);
  • Power Station – “Murderess”, “Get It On” (JFK 23:43);
  • Thompson Twins – “Hold Me Now” (JFK 00:21);
  • Thompson Twins com Madonna e Nile Rodgers – “Revolution” (JFK 00:25);
  • Eric Clapton (com Phil Collins) – “White Room”, “She’s Waiting”, “Layla” (JFK 00:39);
  • Phil Collins (após tomar um Concorde da Inglaterra para os EUA) – “Against All Odds (Take a Look at Me Now)”, “In the Air Tonight” (JFK 01:04);
  • Led Zeppelin (com Tony ThompsonPaul Martinez e Phil Collins) – “Rock and Roll”, “Whole Lotta Love”, “Stairway to Heaven” (JFK 01:10);
  • Crosby, Stills, Nash & Young – “Only Love Can Break Your Heart”, “Daylight Again”, “Find The Cost Of Freedom”” (JFK 01:40);
  • Duran Duran (a última apresentação dos cinco integrantes originais até 2003) – “A View to a Kill”, “Union of the Snake”, “Save A Prayer”, “The Reflex” (JFK 01:45);
  • Cliff Richard – “A World of Difference” (ao vivo na BBC, 02:10);
  • Patti LaBelle – “New Attitude”, “Imagine”, “Forever Young”, “Stir It Up”, “Over The Rainbow”, “Why Can’t I Get It Over” (JFK 02:20);
  • Hall & Oates (com G.E. Smith do Saturday Night Live na guitarra) / Eddie Kendricks / David Ruffin – “Out of Touch”, “Maneater”, “Get Ready” (com Eddie Kendricks), “Ain’t Too Proud to Beg” (com David Ruffin), “The Way You Do the Things You Do”, “My Girl” (com Eddie Kendricks e David Ruffin) (JFK 02:50);
  • Mick Jagger com Hall & Oates / Eddie Kendricks / David Ruffin – “Lonely At The Top”, “Just Another Night”, “Miss You” (JFK 03:15);
  • Mick Jagger e Tina Turner – “State of Shock”, “Brown Sugar”, “It’s Only Rock ‘n Roll (But I Like It)” (JFK 03:28);
  • Conclusão no JFK Stadium:
    a) Bob DylanKeith Richards e Ronnie Wood – “Ballad of Hollis Brown”, “When The Ship Comes In”, “Blowin’ in the Wind” (JFK 03:39),
    b) USA for Africa (liderada por Lionel Richie) – “We Are the World” (JFK 3:55)


Live Aid Melbourne – AUSTRÁLIA

  • INXS (tocando em Melbourne) – “What You Need”, “Don’t Change” (13:06);
  • Men at Work (tocando em Melbourne) – “Overkill” (13:12);


Live Aid – JAPÃO

  • Loudness (gravado no Japão) – “Gotta Fight” (13:34);
  • The Off Course (gravado no Japão) – “Endless Night” (13:36);
  • Eikichi Yazawa (gravado no Japão) – “Take It Time” (13:38);
  • Motoharu Sano (gravado no Japão) – “Shame” (13:40);

Ao longo do concerto havia diversas chamadas sendo transmitidas pelo mundo todo solicitanto doações por telefone, com participação direta e indireta de inúmeros grupos de comunicação tais como: BBCABCMTVCBC entre outros grupos de comunicação de menor expressão e que de uma forma ou de outra, colaboraram em sua divulgação.

Muitos não sabem ou simplesmente não lembram, mas o promotor de eventos Harvey Goldsmith foi essencial para que Geldof Ure conseguissem atingir seu objetivo que parecia inicialmente impossível de se concretizar.

BBC disponibilizou 300 linhas telefônicas para doações via cartão de crédito e a cada 20 minutos o número de telefone e o endereço para envio de cheques eram repetidos. Como até o momento em que isso era feito o montante conseguido somava menos de 1 milhão e 200 mil LibrasBob Geldof  irrompeu pela cabine de transmissão e, após dar um breve e até certo ponto exaltado sermão sobre o que acontecia com as pessoas na Etiópa naquele exato momento, as doações deram um salto para uma média de 300 Libras por segundo.

Bob Geldof nos Anos 80

Uma pequena trivia do que aconteceu ao longo e ao final do evento (não colocarei tudo que rolou nos bastidores, apenas aquilo que de fato agregou algo de positivo ao Live Aid):

1 – Em uma conversa telefônica com a Família Real de DubaiBob Geldof conseguiu a maior doação individual de todo o evento:1 Milhão de Libras.

2 – A despeito da grave crise econômica pela qual passava na época a República da Irlanda, esse país foi o responsável pela maior doação per capita feita entre todos os países segundo o próprio Bob Geldof.

3 – Foi noticiado nos jornais no dia seguinte, que o valor arrecadado ficou entre 40 e 50 Milhões de Libras, mas hoje em dia costuma-se dizer que na verdade esse valor possa ter ultrapassado os 150 Milhões de Libras.

4 – Em dado momento do show, o apresentador Billy Conolly disse ter sido informado que 95% dos aparelhos de TV de todo o mundo estavam sintonizados no Live Aid – afinal de contas jamais havia sido tentada até então uma transmissão de tamanha proporção.

5 – Por conta de todos os seus esforços em prol dos necessitados, após esse grandioso evento Bob Geldof foi indicado para o Prêmio Nobel da Paz e foi ainda ordenado pela Rainha Elizabeth II em 1986Cavaleiro Comandante da Ordem do Império Britânico (Knight Commander of the Order of the British Empire). Ele não pode ser oficialmente chamado de “Sir” com esse título, pelo fato de não ser inglês – apesar de muitos se referirem a ele dessa forma num sinal de carinho, respeito e admiração por seus atos – mas tem o direito legal de usar as letras KBE quando usa sua assinatura, justamente em virtude desse título.

Bob Geldof KBE: foto de poucos anos atrás

Rock Universe deseja um Feliz Dia Mundial do Rock a todos os apaixonados pelo estilo, sejam quais forem as bandas que corram em suas veias. Na verdade, o Rock ´N Roll é muito mais que um estilo: é uma cultura humana que desconhece fronteiras e tempo, agrega todos os idiomas, todas as crenças e descrenças, todas as etnias, orientações sexuais e sentimentos. É uma irrefreável vontade de viver, amar e seguir em frente. É um perdão secreto, um delírio lúcido, uma paixão utópica. É um momento infinito que comporta todos os nossos desejos. É um grito visceral e silencioso que tem início na juventude e jamais chega ao fim. 😉

Fontes: www.wikipedia.org

www.contactmusic.com

www.guardian.co.uk

13 Grandes Momentos de Ronnie James DIO

Ronnie James DIO

 Hoje, 10/07/2012, o Homem nascido Ronald James Padavona, mas imortalizado como Ronnie James DIO, completaria 70 anos. Estamos já há 3 anos sem a presença física do incomparável Deus-Rei do Metal, contudo, sua música ainda pulsa diariamente em nossos Corações e Almas.

 Não podemos deixar de citar alguns dos gênios e demais grandes músicos que estiveram com DIO ao longo de seus 53 anos de carreira, alguns dos mesmos participando diretamente de sua ascenção a Grão-Mestre do Heavy Metal: Tony Iommi, Ritchie Blackmore, Geezer Butler, Vinny Appice, Cozy Powell, Jimmy Bain, Jake E. Lee, Vivian Campbell, Craig Goldy, Jens Johansson, Claude Schnell, Doug Aldrich, Bob Daisley e Rudy Sarzo entre muitos outros, tanto dentro quanto fora dos palcos.

 O luto por sua ausência é permanente, mas sua Voz e seu Talento são o justo legado de uma existência totalmente dedicada ao Rock ´N Roll, alçando o mesmo quase ao status de Arte Espiritual. Pensando nisso, elaboramos uma trabalhosa lista com 13 Grandes Momentos de sua carreira. Apenas esclarecendo: não apresentamos de forma alguma uma lista rigorosa no estilo “13 melhores”, como um ranking ou algo do tipo, afinal de contas, DIO produziu muito, mas muito mais do que apenas 13 hinos e interpretações memoráveis.

 Resumindo, optamos por publicar aqui 13 episódios de sua vida cuidadosamente selecionados (inclusive no que diz respeito à qualidade de áudio e vídeo) que de uma forma ou de outra nos marcaram em sua história – que, diga-se de passagem, funde-se à própria História do Rock nos últimos 50 anos. Uma boa jornada aos audazes…

The Mob Rules  – (DIO with Heaven & Hell)

Gates Of Babylon  – (DIO with Rainbow)

Neon Knights  – (DIO with Black Sabbath)

Holy Diver  – (DIO)

Rainbow In The Dark  – (DIO)

We Rock  (DIO)

The Last In Line  (DIO)

Man On The Silver Mountain  – (DIO sings Rainbow)

Children Of The Sea  – (DIO with Heaven & Hell)

Lady Evil  – (DIO with Heaven & Hell)

Long Live Rock N Roll  (DIO with Rainbow)

Heaven & Hell  (DIO sings Black Sabbath)

Metal Will Never Die  – (DIO – Vídeo e Letra)

“…I Will Crank You Up… You Can’t Bring Me Down I Will Make You High
Metal Will Never Die

See you around Master Dio… R.I.P. = Rock In Peace \m/

Fontes: Coleção particular & http://www.rainbowfanclan.com/  http://www.black-sabbath.com/  http://www.ronniejamesdio.com/  http://heavenandhelllive.com/

Show do Black Sabbath nos EUA em agosto?

1978 Black Sabbath

Black Sabbath: show nos EUA em agosto?

 Enquanto esperamos por uma palavra final sobre a turnê e formação do Black Sabbath, boatos não faltam, dúvidas sobram, mas dessa vez a fonte de um desses “boatos” é um tanto quanto confiável: Sharon Osbourne.

A esposa e empresária de Ozzy Osbourne declarou há poucas horas a Dave Basner (da VH1 Radio Network), a existência de uma data ainda não divulgada para um futuro show da banda nos Estados Unidos, contudo adiantou que a mesma se dará em agosto. Sharon fez questão de deixar bem claro que não se trata ainda de um anúncio oficial, que ela mesma não sabe o dia exato, mas que esse show acontecerá de fato no mês citado. Quando perguntada sobre as gravações do novo disco, Sharon afirmou que as coisas vão de vento em popa: segundo ela já foram escritas 15 músicas. Em relação à possível formação para esse show, e mais precisamente sobre a presença de Bill Ward, suas palavras foram:

“Nós ainda não sabemos, nós realmente não sabemos. Vai depender do Bill. A porta está aberta para ele se juntar a nós, então isso é com ele.” – Sharon Osbourne.

Não sei se fico com mais ou menos dúvidas depois disso…o jeito é continuar torcendo.

Fonte: http://www.black-sabbath.com/

Paranoid – Ozzy Osbourne & Metallica

Ozzy & Metallica

Na comemoração do 25º aniversário do Rock ´N Roll Hall Of Fame (2009), Ozzy Osbourne subiu ao palco juntamente com Metallica no Madison Square Garden, e em uma performance histórica os fãs foram abençoados com versões ao vivo de dois eternos clássicos do Black Sabbath: Iron Man e Paranoid.

Vale publicar aqui pelos motivos óbvios…e também para mostrar que até mesmo o costumeiramente desagradável Lars Ulrich presta reverência ao nosso idolatrado Prince Of Darkness.

Paranoid – Ozzy & Metallica

Fontes e Referências:  http://www.ozzy.com/us/home
http://www.metallica.com/

Black Sabbath – Tony Iommi diagnosticado com linfoma em estágio inicial

Tony Iommi - The Rock ´N Roll Iron Man

 Não fico nada feliz em iniciar as atividades do Rock Universe em 2012 com uma notícias dessas…mas na vida nem tudo pode ser como queremos, não é mesmo?

Um dos patriarcas do Heavy Metal, a lenda viva do Rock ´N Roll, Tony Iommi, foi diagnosticado com linfoma ainda nos estágios iniciais da doença. Não há por enquanto informações quanto à categoria ou tipo de linfoma de Tony – esperemos é claro que seja um caso de “fácil” resolução. Na página oficial do Black Sabbath – onde a informação foi divulgada – foi feito também um apelo aos fãs em nome de Tony, Ozzy, Geezer e Bill, de que todos façamos uma mentalização positiva pela saúde e pronta recuperação de nosso tão querido Iron Man.

Claro que à essa altura todo mundo lembrou da volta do Black Sabbath anunciada no ano passado, que há um álbum em andamento e respectiva turnê para 2012 e que existem interesses empresariais e artísticos em jogo; contudo não podemos nos esquecer que se Tony não estiver devidamente recuperado, as coisas podem ficar bastante complicadas. Cá entre nós o bem estar do ser humano deve estar sempre em primeiro lugar, depois a preocupação com o trabalho e demais aspectos da Vida. Vamos mentalizar para que o Iron Man do Rock ´N Roll limpe o excesso de ferrugem, lubrifique as juntas e calibre o espírito o quanto antes.

Fonte: https://www.facebook.com/BlackSabbath
Linfoma e suas classificações: http://pt.wikipedia.org/wiki/Linfoma
ABRALE (Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia): http://www.abrale.org.br/doencas/linfoma/index.php