Posts Tagged ‘John Michael Osbourne’

Black Sabbath 2012 – Black Sabbath Reunites! Black Sabbath anuncia show e disco novo em 2012!

Black Sabbath - Reunion 11/11/11

 Tão logo Ozzy Osbourne, Tony Iommi, Geezer Butler e Bill Ward esclareceram que haveria uma coletiva no já mitológico clube Whisky a Go Go, apresentada por Henry Rollins, quem permanecia calmo começou tremer. Quem já tremia começou a precisar de uma bebida…e quem já estava bebendo desde hoje cedo, precisou de um café forte e puro para ter certeza do que iria ver, ler ou ouvir. As notícias cruzam os continentes e oceanos quase tão rápido quanto o pensamento, logo a ansiedade e a respiração de toda uma legião pôde ser “ouvida” em uníssono em todo o planeta nas últimas horas que precederam o anúncio desses quatro altíssimos Sumos Sacerdotes do Rock ´N Roll.

 Uma das duas informações oficiais divulgadas em vídeo, dão conta de que o BLACK SABBATH gravará seu primeiro álbum de estúdio após 33 anos, com produção do mais que experiente Rick Rubin. Além disso a outra informação no mesmo vídeo, informa que a banda será headliner no Download Festival em 10 de Junho de 2012 e na seqüência iniciarão uma super turnê mundial. Assistam, se emocionem e se desesperem:

33 anos o Black Sabbath se apresentava pela última vez com Ozzy Osbourne como frontman…tudo bem que o homem escolhido para assumir seu posto foi nada mais, nada menos que Ronald James Padavona, mais conhecido como Ronnie James Dio, The Voice Of Metal. Houve outras substituições ao longo das décadas que se seguiram, mas por melhor que fossem essas formações (a fase Dio da banda que o diga), uma pergunta (ou seria melhor dizer, uma vontade?) assombrou muitas mentes desde 1978: e se eles voltassem com a formação original?

Ozzy seguiu (e segue) em uma carreira solo bastante acima da média, na verdade primorosa, mesmo com todos os revéses pessoais envolvendo drogas, álcool, tragédias pessoais e tudo o mais que pode acontecer com qualquer um de nós. O Black Sabbath teve os melhores momentos de sua fase pós-Ozzy, graças ao talento natural de seu integrantes e justiça seja feita: Dio era tão sobrenaturalmente bom, tão igualmente talentoso, tão assombrosamente perfeito, que em vários momentos ficava nítido que o Sabbath dependia de seu talento, mesmo com suas idas e vindas – que no final das contas nem foram tantas assim. O DNA musical de Ronnie James Dio amalgamou-se com o da banda de tal forma, que muitas vezes a banda foi “acusada” de ter se tornado uma “versão Heavy Metal 80 de si mesma”, no sentido de que não mais soava como o velho Black Sabbath, mas sim como uma banda “comum de Metal”. Já imaginaram que mundo perfeito seria se bandas “comuns de Metal” soassem como o Sabbath da fase Dio? Enfim, deixa pra lá…

Mas voltando ao assunto, no meu caso não me sentia dividido como muitos, pois sou honestamente um fã da carreira completa dos caras, bem como das fases solo tanto do Dio quanto do Ozzy. Contudo nunca me privei de imaginar como seria um retorno definitivo da formação original, uma vez que a química entre aqueles quatro tinha qualquer coisa de diferente, era algo meio místico….passava uma sensação de que tudo à volta deles individualmente, do ponto de vista profissional era certamente muito bom, mas que unidos eles poderiam ser perfeitos!

Black Sabbath: Reunion (1998)

 Tivemos uma “degustação” disso durante os shows de 4 e 5 de dezembro de 1997 no Birmingham NEC, que deram origem ao álbum Reunion em 1998, o qual trazia as mais recentes versões ao vivo dos muitos clássicos da banda e duas faixas inéditas: Selling My Soul e Psycho Man – ambas da parceria Osbourne/Iommi. O disco e algumas de suas versões alcançaram excelentes posições nos rankings mundo afora e receberam até mesmo discos de Ouro e Platina no Canadá e nos Estados Unidos. Como se isso fosse pouco, foram também laureados com um Grammy por Melhor Performance Metal graças à versão ao vivo de um de seus mais antigos e eternos clássicos: Iron Man.

E eis que finalmente um dos acontecimentos mais aguardados dos últimos tempos no mundo do Rock, acaba de se concretizar: o BLACK SABBATH retorna à ativa com sua brilhante formação original!!!! Nada mais a declarar…coração na boca!

Black Sabbath: pose para o anúncio 2012

Fonte: http://blacksabbath.com/

Advertisements

Black Sabbath O que vai acontecer em 11/11/11 às 11:11h?

Ozzy, Tony, Geezer e Bill juntos novamente?

Os quatro patriarcas deixaram o universo do Rock em alerta máximo após anunciarem que haverá uma coletiva de imprensa no clube Whisky a Go-Go em Los Angeles, no dia 11/11/11 às 11:11h – o mesmo local onde a banda fez sua estréia nos EUA há 41 anos. Após toneladas de boatos nos últimos meses e informações que iam do sim ao não, passando pelo “talvez” e pelo “não sabemos”, o que mais se viu foi a política do “nada definido” e do “não confirmo mas também não nego”, bastante utilizada por governos que precisam ocultar uma informação sem necessariamente mentir para seus cidadãos.

Após dias, semanas e meses de toda uma possível e não tão sutil estratégia de marketing, compostas principalmente por declarações que instigavam e torturavam deliciosamente os fãs de Ozzy Osbourne, Tony Iommi, Geezer Butler e Bill Ward, repentinamente o seguinte teaser foi colocado no site oficial do Black Sabbath:

Black Sabbath e o seu cabalístico teaser

Certeza absoluta do que será dito ainda não temos, mas um coisa é certa: na sexta-feira, dia 11/11/11 dificilmente esses quatro cavalheiros britânicos vão deixar seu incalculável exército de seguidores a ver navios.

Fontes: http://www.rollingstone.com/
http://www.black-sabbath.com/

Ozzy Osbourne: Let Me Hear You Scream (vídeo oficial)

Let Me Hear You Scream

Essa música do disco Scream (2010) nos trás um Ozzy Osbourne rejuvenescido, está pesada na medida e com riffs certeiros de guitarra. Apesar de não ser o velho Zakk, o guitarrista Gus G mandou muito bem e na verdade em alguns momentos parece até imitar o estilo e pegada de Zakk, inclusive o timbre da guitarra se não é idêntico chega muito perto disso. Ainda acho que a linha de guitarra tem muito a cara de Mr. Wylde, e eu não ficaria surpreso se no futuro soubéssemos que Gus G gravou linhas que Zakk rascunhou e largou com o Madman. Mas cá entre nós não tiremos o mérito de G, uma vez que o cara é um tremendo guitarrista, realmente um talento à altura do desafio, e como fã incondicional de Zakk Wylde e Randy Rhoads posso afirmar que ele tem se saído muitíssimo bem. 

A bateria forte, violenta e precisa de Tommy Clufetos (ex-Alice Cooper e ex-Rob Zombie – o cara deve gostar de Rock Terror) e o baixo seguro de Rob “Blasko” Nicholson (também ex-Rob Zombie) estão muito bem marcados sem muitas firulas além do necessário. As harmonias vocais concisas (com sua marca clássica de vozes dobradas) e refrão empolgante transpirando Metal em cada sílaba gritada pelo Prince Of Darkness – que vale lembrar, está com 62 anos e demonstra ter a mesma paixão que sempre teve pelo Rock ´N Roll – ainda mostram a todos como a coisa deve ser feita. Uma verdadeira lição de Rock/Metal para a criançada. \m/

Agora esse vídeo é…perfeito!!! Ozzy, banda e teatralidade dignas da lenda criada pela genialidade e loucura de John Michael Osbourne – e apenas para deixar registrado: sim, o tecladista Adam Wakeman (filho do lendário tecladista Rick Wakeman) está na banda, mas não participa do vídeo. A qualidade em todos os sentidos faz desse vídeo um verdadeiro curta musical de terror dirigido por Jonas Åkerlund, que já trabalhou com Metallica, Rammstein, Satyricon, The Rolling Stones, Iggy Pop, Jane´s Addiction e Paul McCartney entre outros. Com vocês:

Let Me Hear You Scream

“…Let me hear you scream like you want it…Let me hear you yell like you mean it…”

Fontes: http://www.ozzy.com/

http://www.roadrunnerrecords.com/blabbermouth.net/

Randy Rhoads: impecável

Um dos mais completos e indescritíveis guitarristas de todos os tempos, Randy Rhoads, esteve para o mundo do Rock como Leonardo da Vinci esteve para as artes e a ciência.

O jovem Randall William Rhoads, foi descoberto por um certo senhor John Michael Osbourne ainda garoto. Tal qual um meteoro Randy embarcou na banda de Ozzy Osbourne, nosso querido Prince Of Darkness, e como já sabemos todos, assombrou em vida tanto seus colegas de profissão, quanto seus incontáveis fãs ao redor do mundo, fosse com uma Gibson Les Paul ou com uma Jackson Flying V nas mãos.

Ao menos hoje não vou fazer aqui mais uma ode à genialidade de um dos maiores guitarristas que já pisou nessa planeta – que por sinal tem ficado gradualmente carente de artistas de tamanho clibre.

Vejamos e ouçamos abaixo porque esse sujeito continua sendo até hoje, um dos meus favoritos…e de repente até de muitos de vocês! \m/

Crazy Train

“Crazy, but that’s how it goes…Millions of people living as foes…Maybe, it’s not too late…To learn how to love…And forget how to hate” – Até essa letra é incrível 😉